Nova chefe de gabinete na Regional

Gisele (à esquerda na foto), ao lado da prefeita regional, Juliana Ribeiro.

A chefia de gabinete da Prefeitura Regional de  Pinheiros/Vila Madalena tem novo ocupante. Ou  melhor, nova ocupante.

Trata-se de Gisele de Oliveira Soares, que foi apresentada aos moradores e comerciantes do bairro na reunião da última segunda-feira sobre a Copa do Mundo.

Gisele é graduada em Direito pela PUC/SP, com atuação nas áreas de direito ambiental e urbanístico, gestão pública e terceiro setor.

Mestra em Direito e pós-graduada em Administração de Organizações do Terceiro Setor, ela também é especialista em Direito Processual Civil e professora universitária da Fundação Getúlio Vargas e Universidade Nove de Julho.

Entre outros títulos e atividades, Gisele é  ainda pesquisadora do “Institut du Monde et du Développement pour la Bonne Gouvernance Publique” e doutoranda em Direito Comparado pela Universidade Paris 1 – Panthéon Sorbonne – França.

Harry Potter na Livraria da Vila

A Livraria da Vila da Fradique promove neste domingo (20.05), das 15h às 16h, o “Clube de Leitura  de Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban”, um dos sete livros da série escrita por J.K. Rowling.

Com participação de Beatriz Masson e Luiz Felipe Baute, o encontro contará com a recomendação do capítulo correspondente à predição de Trelawney e seus desdobramentos.

A dupla tomará como análise temas recorrentes na história até então, tais como: a amizade, preconceitos e as particularidades da adolescência.

Estacionamento proibido
na Aspicuelta durante a Copa

 

A Rua Aspicuelta poderá ter estacionamento proibido dos dois lados, entre as ruas Girassol e Simão Álvares, durante a Copa do Mundo, com o intuito de dificultar a atuação de ambulantes.

Essa proposta foi aceita por unanimidade na reunião desta segunda-feira (14.05) na Prefeitura Regional de Pinheiros/Vila Madalena (foto), na qual se discutiu medidas preventivas a serem adotadas no bairro durante os jogos da seleção brasileira.

Com o objetivo de evitar aglomerações nas ruas, outra medida que deverá ser tomada pelos bares é a de não colocar telões do lado de fora dos estabelecimentos, apenas do lado de dentro e, se possível, sem que seja possível vê-los da rua.

Além dessas providências, a Sociedade amigos da Vila Madalena (Savima) pediu outras ações para evitar “a degradação do bairro” durante a Copa.

Entre elas, fiscalização efetiva contra ambulantes, policiamento contra venda de drogas e a não adoção da Zona de Atenção Especial – a ZAE , na qual o quadrilátero do miolo do bairro é fechado, como ocorreu no Carnaval.

Na reunião, Cássio Calazans de Freitas, presidente da Savima, defendeu a união dos moradores, comerciantes e amigos do bairro.

“Assim, em conjunto com o poder público, conseguiremos transformar a Vila em um lugar bom para todo mundo”, afirmou.

Le Cordon Bleu dará cursos na Vila

Começam no próximo 21 de Maio, na Vila Madalena, as aulas da primeira filial brasileira da Rede Le Cordon Bleu no Brasil.

As inscrições para a renomada escola de gastronomia francesa já foram abertas e entre os cursos oferecidos estão Diplome de Cuisine e Diplome de Patisserie.

Le Cordon Bleu está localizada na Rua Natingui, 862, primeiro andar, e as inscrições podem ser feitas em seu site, no link:

https://www.cordonbleu.edu/sao-paulo/home/en

Taturanas ferem estudantes na Vila

Lagarta, ou taturana, “cachorrinho”, de pelagem ruiva.

O total de pessoas feridas ao ter contato com taturanas aumentou 35% no Brasil nos dois últimos anos, segundo dados do Ministério da Saúde.

Na Vila Madalena, houve dois casos relatados, ambos na unidade da Rua Girassol do Colégio Oswald de Andrade.

No mês de março último, a escola chegou a ser fechada durante um dia  porque dois alunos do Ensino Fundamental sofreram ferimentos ao tocar nesses pequenas lagartas peçonhentas.

“Acredito que elas tenham caído das árvores na área em que as crianças brincam”, contou Maria Antonieta Giovedi, diretora pedagógica do Oswald.

O colégio foi fechado e foram chamados os órgãos responsáveis pela captura desses animais.

Lonomia, a mais venenosa

Por sorte, eles eram da espécie “cachorrinho” (foto), de pelagem ruiva, cujo veneno é menos tóxico do que o da “lonomia”, de pelos verdes como espinhos.

Os garotos foram tradados com antialérgico e pomada, curando-se rapidamente das queimaduras.

Segundo especialistas, as principais hipóteses para o crescimento da população de taturanas em áreas urbanas são o desmatamento e o uso indiscriminado de inseticidas contra mosquitos.

 

Conteúdo: Estadão